Arquidiocese de Londrina

Categoria: Notícias

Leilão “Criança: semente de Esperança – Arte que Evangeliza”.

Leilão “Criança: semente de Esperança – Arte que Evangeliza”.

No último dia 30, aconteceu no Palhano Premium o leilão do projeto “Criança: semente de Esperança – Arte que Evangeliza”.
Todas as 21 lindas obras de arte pintadas e doadas pelos alunos da Academia David Wang  foram arrematadas, um valor líquido total de R$43.206,00 foi levantado e será todo revertido em livros de histórias bíblicas e brinquedos para crianças carentes.

Nós da Paróquia Sant’Ana agradecemos imensamente a todos que participaram de alguma forma, e a todos os que estiveram nos bastidores doando seu tempo para que a campanha fosse um grande sucesso.

 Que Deus abençoe e retribua a cada um tanto carinho e dedicação!

Confira as fotos do leilão abaixo

Você sabia que o mês do rosário é outubro e não maio?

Você sabia que o mês do rosário é outubro e não maio?

Maio é o mês de Nossa Senhora: por isso, muitos fiéis também acham que seja o mês do terço

Dado que maio é o mês tradicionalmente dedicado a Nossa Senhora, muitos fiéis também acham que ele seja o mês do terço – mas, na verdade, o mês do rosário é outubro, um fato que ainda surpreende muita gente.

Mas qual é a origem desta associação entre outubro e o terço?

Antes de falar especificamente sobre isto, é preciso recordar que o santo rosário vinha se consolidando como parte importante da devoção dos fiéis católicos desde o século XIII. Tudo havia começado em 1208, quando Nossa Senhora apareceu a São Domingos de Gusmão, fundador da ordem dos padres dominicanos, e lhe pediu que instituísse a prática hoje conhecida por todos nós como o rosário, acrescentando que desejava a sua divulgação ao mundo todo. Pouco a pouco, a devoção foi de fato se espalhando e se fortalecendo.

A Batalha de Lepanto

Passado o tempo, chegamos ao século XVI, quando a Europa se via ameaçada por uma iminente invasão dos turcos otomanos. Nesse contexto, o Papa São Pio V recebeu uma revelação de Nossa Senhora de que a Cristandade venceria a batalha de autodefesa contra os invasores, graças à recitação do santo rosário. Confiante nesta promessa de Maria Santíssima, o Papa exortou os fiéis a rezarem o rosário com fé ainda mais intensa.

A situação era gravíssima. Se os católicos perdessem a batalha, era muito grande o risco de que a Igreja fosse esmagada pelos invasores.

Public domain

Em 7 de outubro de 1571, porém, os católicos veriam o cumprimento da promessa de Nossa Senhora. Desenrolava-se naquela data uma das mais emblemáticas batalhas navais de todos os tempos: a histórica Batalha de Lepanto, na costa da Grécia, entre uma esquadra da Liga Santa e nada menos que duzentas e trinta galés do poderoso Império Otomano.

Em Roma, enquanto isso, São Pio V continuava implorando pelo auxílio divino mediante a intercessão de Maria, e, ao mesmo tempo, seguia despachando os assuntos urgentes da Igreja. Em dado momento, o venerável ancião interrompeu subitamente os trabalhos e foi até a janela. Todos os que estavam ao seu redor ficam perplexos. Um silêncio denso pairou no ar durante um breve espaço de tempo que, porém, parecia não ter mais fim, até que foi rompido por uma declaração ainda mais surpreendente do santo Papa:

“Vencemos em Lepanto!”

Outubro, o mês do rosário

Paolo Veronese

O Papa fez esta afirmação antes mesmo de receber notícias da batalha. Chamou os fiéis para se juntarem à comemoração pela milagrosa vitória de Dom João D’Áustria, o comandante da frota católica. Teve então início uma solene procissão pelas ruas de Roma.

Somente dias mais tarde é que chegaram de fato os emissários da esquadra confirmando a notícia que, milagrosamente, já tinha sido anunciada pelo Papa.

Não tardou para que fosse instituída, em honra daquela vitória milagrosa, a festa de Nossa Senhora das Vitórias, a celebrar-se todo dia 7 de outubro. O Papa Gregório XIII mudaria o nome da festa para Nossa Senhora do Rosário.

Devido à imensa importância desta vitória para a preservação da fé católica, veio desse episódio crucial a tradição que considera o mês de outubro o mês do santo rosário.

Fonte: Aleteia (edição portuguesa)

Arcanjos de Deus: conheça-os!

Arcanjos de Deus: conheça-os!

Hoje, 29 de setembro, a Igreja nos convida a celebrar a festa litúrgica de São Rafael, São Miguel e São Gabriel. Descubra cinco curiosidades a respeitos desses poderosos espíritos puros criados por Deus para toda a eternidade e que podem combater o mal com tanta força . Conheça um pouco mais sobre os santos Arcanjos no vídeo abaixo:

Fonte: Aleteia em Português

Batizados 18 e 19/9

Batizados 18 e 19/9

🕊 No último final de semana, receberam o sacramento do batismo, na Capela do Divino Espirito Santo, o pequeno Daniel Antonio, na Capela São José Operário, as crianças: Laura e Lana e em nossa Paróquia a Maria Valentina, pelas mãos do nosso pároco, Pe. Marcelo.

🙌 Que a luz deste batismo ilumine seus caminhos e de todas a famílias.

Confira as fotos dos batizados!

Nossa campanha “Criança semente de Esperança” é notícia

Nossa campanha “Criança semente de Esperança” é notícia

O site Tarobá News acaba de divulgar uma matéria sobre a campanha de evangelização que nossa paróquia está conduzindo juntamente com artistas da Academia de Artes David Wang e patrocínio do Sicoob Ouro Verde. Veja matéria na íntegra.

Sicoob Ouro Verde está patrocinando a campanha “Criança, Semente da Esperança”, que visa a evangelização de crianças, jovens e famílias das comunidades atendidas pela Associação Mãos Estendidas (AME), Casa Acolhedora e União para Vitória, instituições que são parceiras da Paróquia Sant’Ana em Londrina.

A finalidade da campanha é levantar recursos para a compra de 600 livros de histórias bíblicas e brinquedos para serem presenteados no Dia das Crianças. Para isso, serão leiloadas 21 obras produzidas e doadas pela Academia de Arte David Wang. Os quadros foram criados pelos artistas da academia, por Carol Wang e pelo próprio David Wang. 

O Leilão

O evento acontecerá no dia 1º de outubro no Palhano Premium Condomínio Empresarial, das 19h30 às 22h.

Com limitação de público presencial, as peças serão arrematadas somente via Instagram ou WhatsApp.

Para dar lances no formato online, será necessário entrar em um grupo privado de WhatsApp, solicitando acesso nos seguintes números: 

Dagmar (43) 9 9670 7615

Shiroma (43) 9 9943 5145

Valdemir (43) 9 9987 9430

Após o acesso no grupo, será enviado o Link para a participação de forma online.

O leilão também contará com um breve cerimonial de abertura, que poderá ser acessado através do link disponibilizado na exposição das obras, que aconteceu em 17 de setembro. Após o evento, com a participação da leiloeira Claudete Canesin, haverá uma benção seguida pelos agradecimentos aos patrocinadores.

Nossa Senhora do Rocio na Paróquia Santana

Nossa Senhora do Rocio na Paróquia Santana

Hoje a imagem vinda do Santuário de Paranaguá da padroeira do Paraná já está na Capela do Espírito Santo. Por isso a Adoração ao Santíssimo Sacramento ocorrerá nesta capela das 19h às 21h com atendimento de confissões.

Participe também do terço pelos avós às 15h também no Distrito do Espírito Santo!

Se não puder vir, acompanhe pelo facebook do grupo Caminhando Maria.

Confira mais fotos da visita da imagem peregrina:

O que você precisa saber sobre a festa da Exaltação da Santa Cruz, que celebramos amanhã

O que você precisa saber sobre a festa da Exaltação da Santa Cruz, que celebramos amanhã

A festa de 14 de setembro está ligada a como Santa Helena identificou a Cruz de Cristo graças a um milagre de cura

Afesta da Exaltação da Santa Cruz é celebrada pela Igreja no dia 14 de setembro. Seu sentido é assim resumido pelo atual Missal Romano:

“A cruz, sinal do mais terrível entre os suplícios, é para o cristão a árvore da vida, o tálamo, o trono, o altar da nova aliança. De Cristo, novo Adão adormecido na cruz, jorrou o admirável sacramento de toda a Igreja. A cruz é o sinal do senhorio de Cristo sobre os que no Batismo são configurados a ele na morte e na glória (cf. Rm 6,5). Na tradição dos Padres, a cruz é o sinal do Filho do homem que comparecerá no fim dos tempos (cf. Mt 24,30). A festa da Exaltação da Cruz, que no Oriente é comparada àquela da Páscoa, relaciona-se com a dedicação das basílicas constantinianas construídas no Gólgota e sobre o sepulcro de Cristo”.

A festa da Exaltação da Santa Cruz

A Exaltação da Santa Cruz também foi o tema de um comentário publicado por mons. André Sampaio em sua rede social. O monsenhor é sacerdote na arquidiocese do Rio de Janeiro e professor de Direito Canônico Oriental no Pontifício Instituto Superior de Direito Canônico. Eis o que ele explicou a respeito desta importantíssima festa litúrgica de setembro:

“A Festa da Exaltação da Santa Cruz, que celebramos em 14 de setembro, é a Festa da Exaltação do Cristo vencedor. A celebração tem origem no século IV, quando a Verdadeira Cruz de Jesus foi descoberta, em 326, por Santa Helena de Constantinopla, mãe do imperador Constantino I, durante peregrinação à cidade de Jerusalém.

A santa descobriu as três cruzes usadas na crucifixão de Jesus e de dois ladrões, Dimas e Gesmas (conf. Legenda Áurea, 1260, do dominicano e futuro arcebispo de Gênova Jacopo de Varazze, beato). Um milagre revelou qual das três era a cruz verdadeira, a Vera Cruz de Cristo. A Basílica do Santo Sepulcro de Jerusalém foi construída no local da descoberta e dedicada nove anos após, em 335, com uma parte da cruz em exposição.

Em 13 de setembro daquele 335 ocorreu a dedicação da igreja e a cruz foi posta em exposição no dia 14, para que os fiéis pudessem orar diante da relíquia e venerá-la, refletindo sobre Jesus que nela sofreu. Santo Eusébio, São Cirilo, Santo Ambrósio, Teófanes, Rufino, Calisto etc., foram alguns dos que aclamaram a descoberta da Santa Cruz, mas Calvino e Lutero zombaram das parcelas da verdadeira Cruz espalhadas pelo mundo como relíquias. Essas parcelas, diziam eles, dariam para construir um edifício.

A estrutura atual é uma síntese dos edifícios de Constantino e do edifício dos cruzados e foi dedicada em 15 de julho de 1149. A Basílica reúne os lugares ligados à morte e ressurreição de Jesus, sublinhando a unidade dos dois mistérios. Os mistérios que se realizaram neste lugar o fizeram santo. Por isso, essa solenidade celebra e renova mais uma vez a alegria pascal”.

Fonte: Aleteia Brasil