Arquidiocese de Londrina

Categoria: Notícias

Atualização das orientações sobre a pandemia – 18/11/2021

Atualização das orientações sobre a pandemia – 18/11/2021

Diante da Resolução da Secretaria Estadual de Saúde (SESA) 1023/2021, publicada no dia 17 de novembro, sobre as medidas de prevenção, monitoramento e controle da COVID-19 nas instituições religiosas, estabelecemos que, em todas as paróquias e capelas da Arquidiocese de Londrina:

1 – Nas celebrações eucarísticas, o local destinado ao público deve observar a ocupação máxima de 100%, cumprindo-se todas as medidas de segurança e prevenção à COVID-19, a saber:

  1. Todas as pessoas devem usar adequadamente máscaras de proteção individual durante todo o tempo que estiverem no templo;
  2. Cada pessoa que chegar para acompanhar as celebrações deve higienizar as mãos com álcool 70% antes de entrar e ao sair;
  3. As igrejas devem disponibilizar condições para que as pessoas adotem a prática de higiene de mãos;
  4. Todos os ambientes devem ser mantidos constantemente abertos, arejados e ventilados, de preferência de forma natural.
  5. A distribuição da comunhão deve ser feita na mão dos fiéis. Esta pode ser feita em fila;
  6. Devem ser adotadas medidas para evitar qualquer forma de confraternização e agrupamento de pessoas na saída dos templos;
  7. Após a celebração, os locais devem ser rigorosamente higienizados, principalmente nos locais frequentemente tocados, como bancos, maçanetas, microfones, etc.

2 – Grupos, pastorais e movimentos podem realizar seus trabalhos nas paróquias e comunidades, assim como reuniões, desde que seguindo estritamente as orientações recomendadas do uso de máscara, prática de higiene de mãos e outras medidas de prevenção.

Reforçamos a necessidade de se prezar pela segurança, responsabilidade e cumprimento dessas medidas. Resultados positivos no combate à COVID-19 só serão alcançados e mantidos com comprometimento de toda população.

Londrina, 18 de novembro de 2021


Dom Geremias Steinmetz

Arcebispo Metropolitano

Campanha de Natal

Campanha de Natal

Casa de vó é lugar de amor e fartura! Por isso aqui na Sant´Ana, vamos ajudar a montar deliciosas cestas de Natal para as crianças e adolescentes da AME, CASA ACOLHEDORA E INSTITUTO UNIÃO PARA A VITÓRIA!

Doe em dinheiro ou Pix o valor mínimo de R$ 60,00 até dia 06/12

A chave Pix é o CNPJ da paróquia: 75228825008060, mas é necessário identificar como Campanha Natal

Novembro é mês dedicado às almas do Purgatório

Novembro é mês dedicado às almas do Purgatório

O Dia de Finados, no dia 2 de Novembro, é dedicado às orações por todos os fiéis falecidos. O Papa Paulo VI, na “Constituição das Indulgências”, de 1967, estabeleceu indulgências parciais e plenárias pelas almas do purgatório, e determinou a semana de 1 a 8 de novembro como a semana das almas, em que podemos lucrar indulgências plenárias a elas mediante uma visita ao cemitério para rezar por elas, tendo se confessado, comungado e rezado pelo Papa (Pai Nosso, Ave Maria, Glória ao Pai). As almas, por elas mesmas não podem conseguir sua purificação; dependem de nossas orações, missas, esmolas, penitências, etc., por elas.

Dia 2 de novembro, dia dos fiéis defuntos. Para a Igreja católica não se trata de um feriado qualquer, mas de uma oportunidade de rezarmos  pelos entes queridos que buscam a plenitude da vida diante da face de Deus. Desde os primeiros séculos, os cristãos já visitavam os túmulos dos mártires para rezar por eles e por todos aqueles que um dia fizeram parte da comunidade primitiva. No século XIII, o dia dos fiéis defuntos passou a ser celebrado em 2 de novembro, já que no dia 1 de novembro era comemorada a solenidade de todos os santos.

A Igreja sempre celebra aquilo que provém de uma tradição, daquilo que é fruto de uma experiência de fé no seio da comunidade cristã. A comemoração de todos os fiéis falecidos evidencia a única Igreja de Cristo como: peregrina, purgativa e triunfante que celebra o mistério pascal. A esperança que deve brotar no coração dos cristãos, os quais são convidados a não parar na morte, mas enxergá-la na perspectiva da ressurreição de Cristo.

O purgatório nos transforma na figura sem mancha, ou seja, no verdadeiro recipiente da eterna alegria. No purgatório a alegria do encontro com Deus que acontecerá, supera a dor e o sofrimento. Só não acredita no purgatório quem duvida da misericórdia de Deus. O verdadeiro significado do dia de finados só pode ser encontrado no amor de Deus.

Fonte: Canção Nova

Papa adverte aqueles que gostam de criticar os outros

Papa adverte aqueles que gostam de criticar os outros

“Como é fácil criticar os outros! Mas há pessoas que parecem ter uma licenciatura em tagarelice. Todos os dias criticam os outros”

OPapa Francisco advertiu hoje aqueles que “todos os dias criticam os outros”, pedindo que eles, antes de criticarem o próximo, olhem para si mesmos.

Na catequese com os peregrinos na Sala Paulo VI, no Vaticano, o Papa proferiu mais uma catequese da série sobre a Carta aos Gálatas (Caminhar segundo o Espírito).

Estilo de vida do cristão

O Papa Francisco explicou o “estilo” de “caminhar segundo o Espírito Santo”.

Crer em Jesus significa segui-lo, ir atrás d’Ele no seu caminho, como fizeram os primeiros discípulos. E significa, ao mesmo tempo, evitar o caminho oposto, o do egoísmo, de procurar o próprio interesse, ao qual o Apóstolo chama «desejo da carne». O Espírito é o guia neste caminho pela vereda de Cristo, um caminho maravilhoso, mas também cansativo, que começa no Batismo e dura a vida inteira. Pensemos numa longa excursão nas montanhas: é fascinante, a meta atrai-nos, mas requer muito esforço e tenacidade.

Segundo o Papa, “caminhar segundo o Espírito” é “deixar-se guiar” por Ele.

Este “caminhar segundo o Espírito” não é apenas uma ação individual: diz respeito igualmente à comunidade como um todo. Com efeito, construir a comunidade seguindo o caminho indicado pelo Apóstolo é entusiasmante, mas desafiante. Os “desejos da carne”, as “tentações” – por assim dizer – que todos nós temos, ou seja, inveja, preconceito, hipocrisia, ressentimentos continuam a fazer-se sentir, e o recurso a um preceito rígido pode ser uma tentação fácil, mas ao fazê-lo desviar-nos-íamos do caminho da liberdade e, em vez de subir ao cume, voltaríamos para baixo.

Mansidão

Seguir o caminho do Espírito requer – explicou o Papa – dar lugar à graça e à caridade.

Ouçamos as suas palavras: «Irmãos, se alguém for surpreendido nalguma falta, vós, que sois animados pelo Espírito, admoestai-o com espírito de mansidão; e tu, tem cuidado ti mesmo, para não caíres também tu em tentação. Carregai os fardos uns dos outros» (6, 1-2). Uma atitude muito diferente da tagarelice; não, isto não é segundo o Espírito! Segundo o Espírito, é ter esta doçura com o irmão para o corrigir e vigiar sobre nós mesmos com humildade, para que nós não caiamos naqueles pecados.

Tentação de julgar

O Papa indicou que, “quando somos tentados a julgar mal os outros, como é frequentemente acontece, devemos primeiro refletir sobre a nossa fragilidade”.

Como é fácil criticar os outros! Mas há pessoas que parecem ter uma licenciatura em tagarelice. Todos os dias criticam os outros. Mas olha para ti mesmo! É bom perguntar-nos o que nos motiva a corrigir um irmão ou uma irmã, e se não somos, de alguma forma, corresponsáveis pelo seu erro. O Espírito Santo, além de nos doar a mansidão, convida-nos à solidariedade, a carregar os fardos dos outros. Quantos fardos há na vida de uma pessoa: a doença, a falta de trabalho, a solidão, a dor… E quantas outras provas que exigem a proximidade e o amor dos irmãos!

Podem-nos ajudar as palavras de Santo Agostinho, quando comenta este mesmo excerto: «Portanto, irmãos, se alguém for apanhado nalguma falha […] corrigi-o desta maneira, com mansidão. E se tu levantares a voz, ama interiormente. Se encorajares, se te mostrares paterno, se repreenderes, se fores severo, ama!» (Sermões 163/B 3). Amai sempre! A regra suprema da correção fraterna é o amor: querer o bem dos nossos irmãos e irmãs. Trata-se de tolerar os problemas dos outros, os defeitos dos outros em silêncio na oração, e depois encontrar o modo correta de os ajudar a corrigir-se. E isto não é fácil! A maneira mais fácil é a tagarelice. Esfolar a outra pessoa como se eu fosse perfeito. E isto não deve ser feito. Mansidão. Paciência. Oração. Proximidade!

Fonte: Aleteia Brasil

Projeto “Criança: semente de Esperança – Arte que Evangeliza” realiza entrega de livros de histórias bíblicas às crianças

Projeto “Criança: semente de Esperança – Arte que Evangeliza” realiza entrega de livros de histórias bíblicas às crianças

Confira como foi a entrega dos livros de histórias bíblicas e brinquedos para as instituições: AME, Casa Acolhedora e Instituto União para a Vitória.

🙌

 Um dia cheio de emoção onde pudemos sentir a alegria que é fazer a diferença na vida das crianças. Que Deus possa retribuir a todos que colaboraram para que esse dia acontecesse.

Entrega dos livros de histórias bíblicas às crianças

Entrega dos livros de histórias bíblicas às crianças

No último dia 9, a Paróquia Sant’Ana, juntamente com os envolvidos na campanha “Criança: semente de Esperança – Arte que Evangeliza”, realizou a entrega de 550 livros de histórias bíblicas e 512 brinquedos para as instituições: Associação Mãos Estendidas – AME, Casa Acolhedora de todos os povos e Instituto União para a Vitória.

Essa ação foi possível graças aos mais de R$40 mil arrecadados com o leilão das obras de arte doadas pelos alunos da Academia David Wang, com o patrocínio do Sicoob Ouro Verde.

Confira no vídeo os melhores momentos do lançamento da campanha, o leilão e a emocionante cobertura da entrega dos livros. Nosso coração se enche de alegria e gratidão pela realização de um projeto que passou por tantas etapas e foi concluído com a graça de Deus e intercessão de nossa padroeira Santa Ana.

Leilão “Criança: semente de Esperança – Arte que Evangeliza”.

Leilão “Criança: semente de Esperança – Arte que Evangeliza”.

No último dia 30, aconteceu no Palhano Premium o leilão do projeto “Criança: semente de Esperança – Arte que Evangeliza”.
Todas as 21 lindas obras de arte pintadas e doadas pelos alunos da Academia David Wang  foram arrematadas, um valor líquido total de R$43.206,00 foi levantado e será todo revertido em livros de histórias bíblicas e brinquedos para crianças carentes.

Nós da Paróquia Sant’Ana agradecemos imensamente a todos que participaram de alguma forma, e a todos os que estiveram nos bastidores doando seu tempo para que a campanha fosse um grande sucesso.

 Que Deus abençoe e retribua a cada um tanto carinho e dedicação!

Confira as fotos do leilão abaixo

Você sabia que o mês do rosário é outubro e não maio?

Você sabia que o mês do rosário é outubro e não maio?

Maio é o mês de Nossa Senhora: por isso, muitos fiéis também acham que seja o mês do terço

Dado que maio é o mês tradicionalmente dedicado a Nossa Senhora, muitos fiéis também acham que ele seja o mês do terço – mas, na verdade, o mês do rosário é outubro, um fato que ainda surpreende muita gente.

Mas qual é a origem desta associação entre outubro e o terço?

Antes de falar especificamente sobre isto, é preciso recordar que o santo rosário vinha se consolidando como parte importante da devoção dos fiéis católicos desde o século XIII. Tudo havia começado em 1208, quando Nossa Senhora apareceu a São Domingos de Gusmão, fundador da ordem dos padres dominicanos, e lhe pediu que instituísse a prática hoje conhecida por todos nós como o rosário, acrescentando que desejava a sua divulgação ao mundo todo. Pouco a pouco, a devoção foi de fato se espalhando e se fortalecendo.

A Batalha de Lepanto

Passado o tempo, chegamos ao século XVI, quando a Europa se via ameaçada por uma iminente invasão dos turcos otomanos. Nesse contexto, o Papa São Pio V recebeu uma revelação de Nossa Senhora de que a Cristandade venceria a batalha de autodefesa contra os invasores, graças à recitação do santo rosário. Confiante nesta promessa de Maria Santíssima, o Papa exortou os fiéis a rezarem o rosário com fé ainda mais intensa.

A situação era gravíssima. Se os católicos perdessem a batalha, era muito grande o risco de que a Igreja fosse esmagada pelos invasores.

Public domain

Em 7 de outubro de 1571, porém, os católicos veriam o cumprimento da promessa de Nossa Senhora. Desenrolava-se naquela data uma das mais emblemáticas batalhas navais de todos os tempos: a histórica Batalha de Lepanto, na costa da Grécia, entre uma esquadra da Liga Santa e nada menos que duzentas e trinta galés do poderoso Império Otomano.

Em Roma, enquanto isso, São Pio V continuava implorando pelo auxílio divino mediante a intercessão de Maria, e, ao mesmo tempo, seguia despachando os assuntos urgentes da Igreja. Em dado momento, o venerável ancião interrompeu subitamente os trabalhos e foi até a janela. Todos os que estavam ao seu redor ficam perplexos. Um silêncio denso pairou no ar durante um breve espaço de tempo que, porém, parecia não ter mais fim, até que foi rompido por uma declaração ainda mais surpreendente do santo Papa:

“Vencemos em Lepanto!”

Outubro, o mês do rosário

Paolo Veronese

O Papa fez esta afirmação antes mesmo de receber notícias da batalha. Chamou os fiéis para se juntarem à comemoração pela milagrosa vitória de Dom João D’Áustria, o comandante da frota católica. Teve então início uma solene procissão pelas ruas de Roma.

Somente dias mais tarde é que chegaram de fato os emissários da esquadra confirmando a notícia que, milagrosamente, já tinha sido anunciada pelo Papa.

Não tardou para que fosse instituída, em honra daquela vitória milagrosa, a festa de Nossa Senhora das Vitórias, a celebrar-se todo dia 7 de outubro. O Papa Gregório XIII mudaria o nome da festa para Nossa Senhora do Rosário.

Devido à imensa importância desta vitória para a preservação da fé católica, veio desse episódio crucial a tradição que considera o mês de outubro o mês do santo rosário.

Fonte: Aleteia (edição portuguesa)

Arcanjos de Deus: conheça-os!

Arcanjos de Deus: conheça-os!

Hoje, 29 de setembro, a Igreja nos convida a celebrar a festa litúrgica de São Rafael, São Miguel e São Gabriel. Descubra cinco curiosidades a respeitos desses poderosos espíritos puros criados por Deus para toda a eternidade e que podem combater o mal com tanta força . Conheça um pouco mais sobre os santos Arcanjos no vídeo abaixo:

Fonte: Aleteia em Português